Estilo de desenho

Afinal, como descobrir qual o meu estilo de desenho?

Cada artista tem uma maneira muito particular de definir o seu estilo de desenho. Encontrar-se em meio a tantas possibilidades de criação pode ser um processo confuso, mas nós estamos aqui para ajudar!

Neste post, listamos alguns estilos de ilustrações diferentes e falaremos um pouco sobre cada um deles, assim, você pode começar a sua jornada em busca do seu próprio estilo. Vamos lá?

Caricatura

Normalmente usada para representar pessoas, a caricatura é um recurso interessante que pode te ajudar a colocar sua própria identidade e percepção nas obras.

Trata-se de uma técnica que desenha os indivíduos de forma cartunesca e exagerando determinados aspectos do rosto, corpo ou traços de personalidade e gostos pessoais.

Por não exigir a fidedignidade de um retrato realista, também pode ser uma ótima técnica para iniciantes darem os primeiros passos.

Além disso, ser caricaturista é uma atividade exercida por muitas pessoas, de modo que é possível até mesmo encontrar um nicho de trabalho com essa técnica.

Chibi  

Um formato oriundo das ilustrações e animações japonesas, os mangás e animes.

Chama atenção por ser um traço despretensioso, mas que, ao mesmo tempo, produz encanto

Nesse caso, os traços são simples e sem muitos detalhes, a cabeça do personagem é desenhada no mesmo tamanho do corpo. O estilo é usado muitas vezes para fazer representações em miniatura de personagens já existentes.

Vale notar que existe um estilo similar a esse, chamado de Superdeformado (SD), que costuma ser confundido com o Chibi. A diferença é que no SD as proporções são exageradas, a cabeça do personagem é bem maior do que o corpo, por exemplo.

Tirinha e Charge

Formatos que levam uma mensagem mais clara, usualmente em texto, com teor crítico ou humorístico.

Esse estilo é útil para quem gosta de desenhar e, ao mesmo tempo,  transmitir uma informação rápida.

Diferente das histórias em quadrinhos no geral, essas são mais curtas e podem ser usadas tanto para fazer um conteúdo isolado quanto para criar uma série contínua. Apesar de similares, existem algumas diferenças entre elas.

A charge geralmente é feita a partir de um quadro único, retratando alguma situação atual e utilizando-se da caricatura para isso. Muitas vezes tem cunho de crítica política.

A tirinha é mais livre, usualmente desenhada em pelo menos dois quadros, e admite um uso de diferentes técnicas de desenho e temas.

Como posso desenvolver meu estilo de desenho?

Além de conhecer as diferentes formas adotadas pelos desenhistas, existem outras formas úteis para desenvolver seu próprio estilo. Dentre elas:

  • Sempre buscar por novas referências e inspirações;

  • Deixar as ideias fluírem e produzir constantemente;

  • Fazer testes e experimentar técnicas;

  • Conheça os diferentes tipos de materiais disponíveis e crie combinações entre eles.

A principal dica para quem tem interesse em desenho é a prática constante. Produza sempre que possível, pois é só a partir desse exercício que você poderá se aperfeiçoar e definir melhor o seu estilo de desenho.

Na verdade, você não precisa escolher apenas uma entre as formas existentes, é possível mesclar essas técnicas ou até mesmo se especializar em mais de uma delas. Mas, para que isso seja possível, é necessário que você as compreenda individualmente.

Gostou de nossas dicas? Conheça esse e muitos outros artigos que temos sobre artesanato e produção artística!

Quer receber mais conteúdos como esse ?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

  1. São tantos estilos que fica difícil saber por onde começar. Acredito que seu artigo tenha ajudado a encontrar uma resposta!

    Obrigado

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This